Caminhos para criar uma marca forte

As redes sociais já fazem parte do dia dia das pessoas e muitas empresas aproximam sua conexão com seu público-alvo para melhor engajamento de sua marca através de uma gestão certeira.
1 – Propósito:
Um senso de finalidade está se tornando cada vez mais importante, particularmente para o consumidor jovem, que busca sempre associar-se com as marcas. Ele quer sentir que está fazendo o bem para o mundo. Para outros consumidores, um senso de propósito pode ser reconfortante em tempos de incerteza.

As pessoas escolhem uma rede móvel (network), um banco ou até mesmo uma marca de chá por causa da prática de benefícios que elas veem, mas é também sobre como essa marca faz-lhes sentir e a finalidade tem muito a ver com isso. A finalidade da qual uma marca prepara-se para alcançar, sendo além de decisões financeiras. É a forma do como uma marca faz o povo viver melhor.

2 – Inovação:
As marcas inovadoras viram que fazer algo novo faz as pessoas falarem ou tentarem. Quando o julgamento vai bem, isso pode levar a um longo prazo o relacionamento e, em última análise, o amor, que se correlaciona fortemente com a inovação. Muitas vezes, a inovação é associada às marcas de tecnologia, mas a inovação é algo que todas as marcas e de todas as categorias podem alcançar, se essa inovação estiver no real produto que elas vendem, ou em uma abordagem no atendimento ao cliente.

A inovação não só deixa uma marca falada – a compensa. É um ingrediente-chave, que liga a trajetória de crescimento da valorização da marca.

3 – Experiência:
A Experiência refere-se à forma como uma pessoa interage com uma marca, e para proporcionar uma boa experiência, a comida tem que ter um gosto bom, um aparelho tem de funcionar, e um varejista tem de ter em seu estoque as coisas que um cliente está procurando. Mas a experiência se estende para além do momento do consumo e mais além no momento em que uma decisão de compra é feita. Significa toda a interação que as pessoas têm com uma marca, então é a maneira que elas se sentem quando elas veem um anúncio, sua experiência de navegação de um site, no quanto tempo elas esperam quando elas chamam pelo serviço ao cliente, e até na forma do empacotamento do produto disposto.

Uma marca não só tem de entregar uma boa experiência e ajudar os consumidores ao longo de todo o percurso, mas também precisa fazer com que os consumidores lembrem-se, através de uma comunicação eficiente, de que ela está focada em fazer tudo isso muito bem em todos os pontos de interação.

4 – Amor:
O amor neste caso é a afinidade emocional de uma marca e isso é algo que não pode ser comprado ou fabricado.

Dito isto, se marcas tomam o tempo e o cuidado de investir na promoção de um propósito maior, inovando e fornecendo uma consistente  experiência, então o amor tenderá acontecer naturalmente.

Na verdade o link entre a inovação e o amor é particularmente forte, e algumas das marcas mais amadas no mundo – nomes como Nike, por exemplo – também estão entre as mais inovadoras. E em tempos de inovação, o amor é muitas vezes o que sustenta a relação do consumidor com uma marca.

 

Tito Meirelles

Comments are closed

STYLE SWITCHER

Accent Color

Side Bars

Header Style

Footer Style

Footer Content